74% dos maranhenses vivem com menos de um salário mínimo, diz IBGE
Publicado em 16/11/2021 às 05:37
Por: Isisnaldo Lopes

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 74% da população do Maranhão vive com menos de um salário mínimo.

A pesquisa aponta, que em todo o país, cerca de 30 milhões de pessoas vivem com menos de um salário mínimo por mês. Segundo o cientista político, Alderico Santos, a concentração de renda é um dos principais causadores desse problema, além da falta de políticas públicas eficientes.

"Um planejamento sério, coerente, eficaz. Que garanta, por exemplo, a grande massa de trabalhadores que hoje não contribuem formalmente para a economia, possam vir a contribuir. Que haja uma boa distribuição de renda, que possibilite a diminuição das desigualdades sociais, todos esses fatores são interessantes para deixar o nosso estado com condições de dignidade humana", disse o cientista.

A pandemia de Covid-19 também agravou esse problema em todo o país, aumentando o abismo socioeconômico entre as classes. Com a renda bem restrita e a inflação desenfreada, tem sido um desafio manter as contas em dia ou se alimentar.

"A pandemia só veio potencializar aquilo que nós já vivíamos", complementou o cientista político Alderico Santos.

Nadir Silva é vendedora ambulante no Centro de São Luís e tem sofrido os efeitos da pandemia, mas mesmo assim, ainda não desistiu. Todos os dias, elas se desloca para o seu local de trabalho em busca de renda para manter sua família.

"Fico até 18h, todo o santo dia. O dinheiro não dá, só dá pra comer. As contas atrasam né? Eu prefiro comer do que pagar conta", afirma.

Todos os dias, a também vendedora ambulante, Nelci Ribeiro, vem para a Rua Grande, principal rua do comércio popular da capital maranhense, para vender café. O esforço tem dado resultado, já que é do deste trabalho, que ela tira o sustento da família.

"Pago escola, pago todas as minhas contas daqui. Meus patrões são todas essas pessoas aqui", disse.

 

 

 

 

 

 

 

g1/ma

Veja mais sobre: Novidades, Brasil,
Copyright © 2018 - 2019 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.