Seis municípios elegeram novos prefeitos nesse domingo
Publicado em 29/11/2022 às 05:43
Por: Isisnaldo Lopes

Eleitores de seis municípios foram às urnas no último domingo (27) para escolher novos prefeitos em eleições suplementares. Esse tipo de eleição ocorre quando há a anulação de mais da metade dos votos concedidos ao candidato ao Executivo, no caso, prefeito, com registro indeferido.

Em Tanabi (SP), foi eleito Alexandre Silveira Bertolini (PSB) para governar o município até o fim de 2024. Ele foi eleito com 5.939 votos, 41,29% do total. O prefeito anterior e seu vice tiveram o mandato cassado por gasto ilícito de recursos financeiros de campanha eleitoral e abuso de poder econômico.

Em Pedro Velho (RN), a eleita foi Edna Lemos (PSB), com 51,19% dos votos. Em Canguaretama, também no Rio Grande do Norte, foi eleito Wilsinho (PTB), com 54,74% dos votos. O prefeito anterior foi cassado e, assim como sua vice, considerado inelegível devido a uma condenação criminal na Justiça Federal por crime contra a fé pública. Em Pedro Velho, a prefeita e o vice-prefeito tiveram seus diplomas cassados por abuso de poder político.

Em Maraial (PE) foi eleito Marlos Henrique (PSB), com 53,31% dos votos. O prefeito e o vice-prefeito haviam sido cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico.

Em Ibitirama (ES), Ailton Vein (PSDB) foi eleito com 58,31% dos votos. Lá, o prefeito anterior teve o registro de candidatura indeferido por ter tido suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Já em Maiquinique (BA), Valéria Silveira (Podemos) foi eleita com 50,57% dos votos.

 

 

Agância Brasil
Veja mais sobre: Política, Brasil,
Copyright © 2018 - 2019 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.