Monitor da Violência: Maranhão tem queda de 7,4% nas mortes violentas em 2022
Publicado em 02/03/2023 às 05:32
Por: Isisnaldo Lopes

Em todo o ano, o estado registrou 1.773 mortes violentas, entre homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Por outro lado, houve aumento no número de mortes no segundo semestre.

O Maranhão teve uma queda de 7,4% nas mortes violentas em todo o ano de 2022, em comparação com 2021, de acordo com índice nacional de homicídios criado pelo g1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Em todo o ano passado, o estado registrou 1.773 mortes violentas, entre homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Em 2021, o Maranhão havia registrado 1.915 casos, o que representa uma queda de 142 mortes violentas em 2022.

No entanto, o estado apresentou um aumento no número de mortes no segundo semestre de 2022, em comparação com os primeiros seis meses do ano. De janeiro a junho foram 863 mortes violentas, enquanto de julho a dezembro o número subiu para 910.

O mês com mais mortes no ano passado foi setembro, com 184 mortes. Já o mês menos violento foi novembro, com 117 .

Em números gerais, o Maranhão obteve a sétima maior queda no número de mortes. O estado com menos mortes em comparação com 2021 foi Amapá (-28,5%), enquanto o Mato Grosso registrou a maior alta (+24,1%).

Brasil

O número de assassinatos caiu 1% no Brasil em 2022. Foram 40,8 mil mortes violentas em todo o país -- média de mais de 110 vítimas por dia.

O total de mortes violentas ainda é elevado, mas representa um alento: o Brasil atingiu o menor número da série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que coleta os dados desde 2007, e do Monitor da Violência, que coleta desde 2018. É o segundo ano seguido que isso acontece: em 2021, foram 41,2 mil mortes.

O levantamento, que compila os dados mês a mês, é realizado em uma parceria do g1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Índice nacional de homicídios

A ferramenta criada pelo g1 permite o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país. Estão contabilizadas as vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Juntos, estes casos compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

Jornalistas do g1 espalhados pelo país solicitam os dados, via assessoria de imprensa e via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

 

 

 

 

g1/ma

Veja mais sobre: Maranhão, Polícia,
Copyright © 2018 - 2023 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.