Palmeiras mira revanche contra Ponte para evitar marca negativa na arena
Publicado em 13/10/2015 às 14:02
Por: Isisnaldo Lopes

O Palmeiras tem uma motivação a mais para o confronto diante da Ponte Preta, quarta-feira, às 21h, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Isso porque a Macaca pode se tornar o primeiro time a vencer o Verdão por duas vezes na arena. No Paulistão, com gol do atacante Wanderson, a equipe campineira fez 1 a 0 e calou a torcida palmeirense no início da atual temporada. Agora, o time comandado por Marcelo Oliveira tenta a revanche para impedir essa marca negativa.

Até o momento, Atlético-PR e Corinthians são os "carrascos" do Palmeiras na arena. Cada um venceu uma e empatou outra diante do Verdão desde a reinauguração do estádio no ano passado. Contra o Furacão, ambos os jogos foram no Campeonato Brasileiro: 1 a 1 em 2014 e 1 a 0 neste ano. Diante do rival paulista os duelos foram nesta temporada: 1 a 0, com gol de Danilo, pelo Paulistão, e 3 a 3 há pouco mais de um mês.

– Corinthians e Ponte foram os únicos que nos venceram no Paulistão. Mas se levarmos por esse lado não perdemos para o Corinthians desde então e vencemos a Ponte depois, fora de casa. São outras situações – disse Fernando Prass.
Apesar do revés no Campeonato Paulista, o Verdão deu o troco na Macaca ainda neste ano. No turno do Brasileiro, as equipes se enfrentaram em Cuiabá depois que o time de Campinas vendeu o mando de campo por R$ 1 milhão. Em campo neutro, o Palmeiras venceu, por 2 a 0, com dois gols do atacante Dudu, sendo a terceira vitória na série que teria quatro triunfos consecutivos na competição nacional e que colocou os palmeirenses na cola do G-4.
A situação é bem diferente a do atual momento. O time não vence há duas rodadas e está fora da zona de classificação. Além do empate (1 a 1) contra o São Paulo, o Verdão sofreu a goleada (5 a 1) para a Chapecoense e precisa da reabilitação para permanecer sonhando com a vaga na Taça Libertadores da América através do Campeonato Brasileiro. Com 45 pontos, o time ocupa a sexta colocação, a um ponto do Santos, primeiro time na zona de classificação.

– Foi logo no começo do campeonato (o primeiro jogo), mudou muita coisa de lá para cá. Nosso time cresceu demais. Mas não é garantia de que vamos fazer um jogo melhor e vamos vencer. A Ponte teve um momento difícil no campeonato, perdeu uma sequência de jogos e quase bateu na zona de rebaixamento. Agora vem de um momento bom. É um jogo perigoso porque a nossa necessidade de vitória é maior que a deles. Teoricamente a proposta de jogo deles, com a nossa necessidade, pode ser muito perigoso. Temos de ter concentração – o goleiro.

 

Com informações do G1/MA

Veja mais sobre: Esporte,
Copyright © 2018 - 2019 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.