Acidentes de trânsito causam prejuízo estimado em 3% do PIB mundial, diz Dilma
Publicado em 19/11/2015 às 09:05
Por: Isisnaldo Lopes

A presidenta Dilma Rousseff alertou ontem (18) para a necessidade de prevenir acidentes no trânsito, como forma de evitar a perda de bens e reduzir custos com saúde. “Os prejuízos causados por acidentes são estimados em 3% do PIB mundial, cifra que chega a 5% nos países em desenvolvimento”, observou.

Durante a abertura da 2ª Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília, Dilma Rousseff disse que a cooperação internacional “permite identificar desafios comuns, encurtando o caminho para soluções também comuns”. Segundo o Palácio do Planalto, delegações de mais de 120 países representando governos e sociedade civil estão reunidas em Brasília para discutir o tema da segurança no trânsito.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê um crescimento mundial de 30% dos acidentes com morte no trânsito até 2030. Os países em desenvolvimento têm papel fundamental nesse processo, pois respondem por mais de 90% das mortes, apesar de ter apenas 54% da frota.

A presidenta afirmou que o tema requer soluções construídas coletivamente, com responsabilidade primária dos governos.“É responsabilidade dos governos engajar-se nos debates do fórum da ONU para harmonização da regulamentação de veículos”.

Ela ressaltou que também é essencial a contribuição da sociedade civil, incluindo a indústria. “É fundamental que a indústria automobilística incorpore tecnologias de segurança nas linhas de produção em todo o mundo. É fundamental que se padronizem equipamentos, como é o caso dos capacetes”.

A segurança no trânsito compõe um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, parte da Agenda 2030, ratificada pelo Brasil durante a Assembleia Geral da ONU deste ano.

 

Com informações da Agência Brasil 

Veja mais sobre: Jornais,
Copyright © 2018 - 2024 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.